A rede é um concerto coletivo

A rede é um concerto coletivo

Toda a rede só existe enquanto estamos conectados, enquanto vivemos e damos importância ao momento presente.

Aparelhos informáticos desligados não fazem a rede, assim como a internet não é uma rede de computadores, como muitos alastram por aí.

A rede é feita de pessoas, seres humanos que, interconectados, intertextualizados, demonstram na prática a virtualidade de seus pensamentos, idéias, opiniões e, acima de tudo, sentimentos e emoções.

São os interesses que nos unem, não os computadores.

A rede somos nós: aqui, agora. Aqui, neste exato momento, neste espaço-tempo telemático. Conceito tão difuso e tão amplo, mais fácil de vivenciar do que descrever.

Em outros termos, é o que os orientais chamam de tao, presente-permanente.

 

[© Rosy Feros, 1999]

"Internet People" (canção de Dan Meth e Micah Franck), um tributo a todas as pessoas da internet do mundo, onde quer que estejam. Animação do vídeo por Dan Meth.

Veja a letra em inglês, com links para os vários personagens e citações.

"Os seres humanos estão conectados por uma complexa rede de relações que tem uma existência real. Uma relação social particular entre duas pessoas só existe como parte de uma ampla rede, na qual estão implicadas muitas outras pessoas".

[Radcliffe Brown, antropólogo inglês, nos anos 1950)

Contato

Rosy Feros
São Paulo, Brasil

<© 2008 - 2017, Rosy Feros. Direitos Autorais Reservados. Textos e imagens licenciados sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito à autora original ("Rosy Feros")